Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes.

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes.

Desconfinamento: o retomar da (a)normalidade?

Proposta 5 | Um novo normal, crónica de Henrique Costa Santos (Visão)

Maio 02, 2020

Dando continuidade ao Plano de trabalho síncrono em tempo de Covid-19, o Biblio Tubers apresenta a quinta proposta, dedicada ao planeta, à sustentabilidade e à cidadania, que poderá ser implementada pelos professores bibliotecários, no horário reservado à biblioteca, ou por qualquer professor que queira trabalhar a Cidadania e Desenvolvimento, com o objetivo último de promover o pensamento crítico, a tomada de posição e o ativismo junto dos seus alunos.

1 (2).JPG

Photo credit: crystalinks

Esta proposta, destinada a alunos do 3.º ciclo e do ensino secundário, parte da leitura e análise crítica da crónica de Henrique Costa Santos (Visão, 20/04), intitulada Um novo normal.

Uma vez que os alunos estão a trabalhar a distância, utilizando para isso plataformas de LMS (gestão de aprendizagem), sugere-se que os professores criem 5 grupos de trabalho e que os alunos possam interagir no seu grupo, procurando encontrar respostas para os desafios propostos.

Uma vez mais reforçamos que estas são pistas de trabalho que devem ser adequadas a contextos, formas de ensinar e perfis de aprendizagem dos alunos.

Apresenta-se abaixo a proposta de exploração, organizada em três etapas:

 

Etapa 1

Cada grupo, após a leitura ou audição individual da crónica, deverá tomar uma posição (a favor ou contra), face à afirmação do cronista, que deverá defender com argumentos válidos e fundamentados (no final do post existem um conjunto de links que os alunos deverão consultar, para tal).

 

Grupo 1

"Temos de consumir menos, produzir menos e encontrar fontes de energia alternativas aos combustíveis fósseis, ou estamos todos tramados."

 

Grupo 2

"A Greenpeace, entre outras organizações e movimentos ambientalistas, faz apelo a que se aproveite a infeliz oportunidade para sonhar com um mundo diferente. "

 

Grupo 3

"Não podemos fingir que nada disto tem a ver com “a forma como está organizada a sociedade, a produção e a economia, mas pelo contrário: é exatamente por estar organizada da forma que está que nós chegámos aqui."

 

Grupo 4

"É o sistema global que tem de mudar, se queremos durar enquanto espécie. O alastramento de novas doenças é uma de várias consequências previstas há muito pela comunidade científica."

 

Grupo 5

"Não podemos regressar ao normal sem conceber um novo normal. "

 

As conclusões de cada grupo serão apresentadas num momento síncrono, preferencialmente em vídeoconferência, sugerindo-se que os alunos façam um apanhado das suas conclusões e as mostrem com partilha de ecrã. 

Desta forma, para além de ajudar a estruturar a apresentação do trabalho do grupo, a visualização das conclusões facilita o acompanhamento pelos restantes grupos.

2 (1).JPG

 

Etapa 2

A primeira etapa permitiu aos alunos conhecer o texto e criou as condições necessárias para avançar para esta segunda etapa que implica uma análise mais refletida e aprofundada.

Sugere-se trabalho individual ou a pares.

 

Os tópicos para esta análise poderão ser os seguintes:

1. A comunidade científica tem vindo a alertar para a necessidade de:

  • consumir menos;
  • produzir menos;
  • procurar fontes de energia alternativa.

Como poderemos fazê-lo?

 

2. O Covid-19 teve consequências com repercussões positivas para o ambiente (redução de um milhão de toneladas de CO2 por dia), devido a:

  • fábricas a meio gás;
  • quebra no consumo de petróleo;
  • redução do tráfego aéreo.

Qual foi a resposta da natureza? Como manter a redução do CO2?

 

3. A forma como estamos organizados - sociedade / produção / economia - é responsável por mais de 75% das doenças da última década.

O que fazer para evitar a destruição dos ecossistemas, causadora destas doenças?

 

4. Os humanos são os únicos responsáveis pelo vírus Covid-19.

Como procurar soluções e não culpados?

 

Professor(es) e alunos reunem-se em sessão síncrona e, de forma organizada, são apresentadas as conclusões para cada uma das afirmações. Nesta fase, será importante levar os alunos a refletir sobre os temas associados ao ambiente e à sustentabilidade, sendo aconselhável a integração de conteúdos disciplinares que permitam novas aprendizagens (por exemplo, na área das ciências, matemática, português e até história e geografia).

 

Etapa 3

O cronista deixa algumas pistas de ação que poderão ser desenvolvidas pelos alunos, no sentido de encontrarem respostas para cada um dos desafios. Esta etapa poderá ser feita individualmente ou em grupo e sugere-se que os alunos criem produtos multimédia para a sua apresentação (vídeo, podcast, infográfico, texto com hiperligações e imagens...).

  1. Propostas para renovar as fontes de energia.
  2. Propostas para reformular os transportes.
  3. Propostas para construir novas redes de comércio.
  4. Propostas para a criação de novos empregos (verdes). 

 

O professor deverá alertar os alunos para a necessidade de citar as suas fontes. Para facilitar esta tarefa, sugere-se a utilização da ferramenta Cite this for me (consulte e disponibilize o tutorial de utilização aos seus alunos).

 

A apresentação síncrona das propostas dos alunos/ grupos poderá ser feita de 2 maneiras:

  • em direto (os alunos mostram e apresentam o seu produto multimédia);
  • ou apresentando um vídeo previamente criado. Neste caso com os alunos deverão fazer a gravação da sua apresentação e disponibilizá-la na plataforma de LMS. Sugere-se a utilização da ferramenta Screencastify.

 

Ler a crónica na fonte (Visão) aqui | Ler o artigo em .pdf

button_artigo-em-docx.png   button_artigo-em-pdf (1).png

 

 

Conteúdos relacionados:

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twitter

Facebook