Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes. Defendemos os recursos abertos e a biblioteca como centro de saber na escola.

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes. Defendemos os recursos abertos e a biblioteca como centro de saber na escola.

3 técnicas para aprender a aprender de acordo com a neurociência

Conselhos para os estudantes rentabilizarem o tempo e aprenderem mais e melhor

Fevereiro 03, 2020

Não restam dúvidas,  se soubermos como funciona o nosso cérebro, podemos otimizar o seu funcionamento.

No infográfico abaixo, numa linguagem simples e acessível, dão-se alguns conselhos que permitirão aos estudantes, rentabilizar o tempo e aprenderem mais e melhor.  

aprender.png

Clique na imagem para a ver maior.

 

Oiça o comentário do Biblio Tubers sobre este artigo:

 

Leia aqui o artigo que está na origem deste post:

"Aprendendo a aprender": 3 técnicas indicadas por cientistas para qualquer pessoa melhorar nos estudos... 

Ao entendermos como nosso cérebro funciona, podemos tirar melhor proveito de como ele absorve informações e melhorarmos nosso desempenho, dizem pesquisadores. A volta às aulas às vezes é encarada com desânimo por muitos alunos, diante das dificuldades em aprender conteúdos difíceis ou se preparar para exames importantes, como o Enem. Mas será que há jeitos mais eficientes de estudar e de aprender, diferentes daqueles a que recorremos sempre?... 

Um livro recém-lançado no Brasil coloca isso em discussão. Aprendendo a Aprender para Crianças e Adolescentes - Como se Dar Bem na Escola (editora Best Seller) foi feito por três pesquisadores: a PhD Barbara Oakley, professora de Engenharia na Universidade e Oakland (EUA) e pesquisadora de psicologia cognitiva, o PhD Terrence Sejnowski, especialista em neurociência e neurobiologia computacional, e Alistair McConville, diretor de aprendizagem e inovação em uma escola britânica....

Oakley é a criadora de um curso online gratuito de mesmo nome ("Aprendendo a aprender") que foi um dos mais populares da plataforma Coursera em 2018, com mais de 1,7 milhão de pessoas inscritas. A pesquisadora ensina a tirar melhor proveito da forma como o cérebro registra informações, com base em evidências científicas. A experiência vem dela própria: como má aluna de matemática e ciências na escola, Oakley se dedicou a aprender essas disciplinas mais tarde na vida porque percebeu que com elas poderia melhorar suas perspectivas profissionais. O caminho para isso, diz, foi se tornar uma "boa aprendiz" e "mudar seu cérebro".

1. Empacou em um exercício? Nosso cérebro, diz Oakley, trabalha de dois jeitos diferentes, que se complementam no aprendizado: o modo focado (quando estamos prestando atenção a um exercício, a um filme ou ao professor, por exemplo) e o modo difuso (quando o cérebro está relaxado). "Acontece que o cérebro precisa alternar entre o modo difuso e o focado para aprender de forma efetiva", explica a cientista. Ou seja, relaxar a mente muitas vezes permite encontrar soluções para problemas — é o motivo pelo qual às vezes temos boas ideias durante caminhadas ou depois de uma boa noite de sono, quando o cérebro entra no modo difuso. Então, se você empacar em um exercício ou atividade, me...

Ler mais >> 

 

Referência: "Aprendendo a aprender": 3 técnicas indicadas por cientistas para qualquer pessoa melhorar nos estudos. (2020). Noticias.uol.com.br. Retrieved 3 February 2020, from https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2020/01/29/aprendendo-a-aprender-3-tecnicas-indicadas-por-cientistas-para-qualquer-pessoa-melhorar-nos-estudos.htm

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twitter

Facebook