Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes.

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes.

Produção de recursos educativos a partir dos media

Os media ao serviço da educação

Junho 27, 2020

Este artigo surge no âmbito de ação de formação "Inovar com a Biblioteca Escolar" destinada a professores do Alto Alentejo.

O que vão ver a seguir são as propostas de trabalho feitas pelos professores, no âmbito desta ação de formação, após a apresentação/ divulgação do MILD e dos artigos (dos media) disponíveis nas revistas da Rede de Bibliotecas Escolares.

kaleidico-3V8xo5Gbusk-unsplash.jpg

Photo by Kaleidico on Unsplash

 

Assim se pode promover, nos alunos, de forma fácil, apelativa e a um tempo, a leitura, a reflexão, o sentido crítico e a escrita a partir de recursos informais.

Através da leitura, análise, discussão e escrita, os alunos aprendem a destrinçar o trigo do joio.

Nota: Junta-se a apresentação feita pelo convidado desta sessão: Educar com e para os Media

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

e-Portefólios | Parte I - Características e funcionalidades

Guia para implementação de e-Portefólios

Junho 24, 2020

Leia aqui a introdução a este Guia para implementação de e-Portefólios.

timothy-dykes-6ikYby6XoAQ-unsplash.jpg

Photo by Timothy Dykes on Unsplash

 

Um e-Portefólio académico é uma coleção criada pelo aluno que retrata o seu percurso de aprendizagem - sucessos, mas também dificuldades e a forma como as superou. O enfoque é no processo e não no produto em si, pelo que fomenta a reflexão e favorece aprendizagens significativas.

Num e-Portefólio podemos incluir trabalhos, artigos, textos de opinião, infográficos, mapas conceptuais, gráficos, tabelas, posters, fotografias, imagens, vídeos pessoais ou de sítios como o YouTube ou o TedED, áudio (podcasts, entrevistas, reflexões pessoais, música)...

O e-Portefólio pode ainda retratar outros aspetos da vida de um estudante, nomeadamente as suas atividades extracurriculares.

Dado o seu caráter abrangente, reflexivo e em permanente construção, o e-Portefólio tem inúmeras vantagens:

  • gera e documenta as aprendizagens;
  • leva o aluno a autoavaliar-se a partir dos critérios de avaliação definidos pelo(s) docente(s), refletindo sobre o seu trabalho, o que estimula a metacognição;
  • fomenta a capacidade de aprender a aprender, o que contribui de forma significativa para que o aluno melhore o seu desempenho, com autonomia;
  • coloca o aluno no centro da aprendizagem e propicia o estabelecimento de ligações entre as diferentes aprendizagens/ áreas do saber;
  • desenvolve o pensamento crítico, a capacidade de resolver problemas e de comunicar;
  • favorece o feedback e facilita a avaliação (formativa e até sumativa), pelo que dispensa instrumentos de avaliação mais tradicionais;
  • Cria uma pegada digital do aluno que, no futuro, poderá ser uma mais valia para o estudante entrar no mercado de trabalho, para além de favorecer a aprendizagem ao longo da vida.

 

O e-Portefólio tem três grandes funcionalidades:

  1. Repositório de tarefas realizadas pelos estudantes. Os estudantes armazenam e coleccionam os seus trabalhos, em multiformatos.

1.jpeg

 

2.  Espaço de trabalho. Os alunos planificam, estabelecem metas, organizam experiências de aprendizagem, colaboram com outros alunos e com os professores, que podem fornecer feedback imediato.

2.jpeg

 

3.  Montra/ expositor do processo de aprendizagem do estudante. O e-Portefólio retrata as competências desenvolvidas pelos estudantes. Esta "montra" é avaliada pelo professor.

3.jpeg

 

Nota final: Os estudantes podem limitar o acesso ao seu e-Portefólio, pelo que as questões de privacidade podem ser acauteladas. 

 

Fonte das três últimas imagens: EUfolio (2015). ePortfolio Implementation Guide for Policymakers and Practitioners

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Guia para implementação de e-Portefólios

Para o retrato fiel de um processo de aprendizagem centrado no aluno

Junho 23, 2020

O paradigma em que vivemos atualmente, caracterizado pela necessidade de adaptar espaços, tempos e modos de "fazer educação", implica mudar. Desde a planificação da atividade letiva, passando pelas práticas em contexto educativo e tendo sempre como pano de fundo a avaliação formativa, é imperioso fazer diferente para obter melhores resultados.

halacious-tZc3vjPCk-Q-unsplash.jpg

Photo by Halacious on Unsplash

 

Sabemos que preparar os alunos para uma vida ativa implica levá-los a:

  • saberem ser e estar
  • resolverem problemas
  • serem críticos e criativos
  • criar e partilhar aprendizagens
  • trabalharem em equipa
  • comunicar

 

Inúmeras são as metodologias apontadas como facilitadoras do desenvolvimento destas competências do aluno do século XXI. Veja-se, a título de exemplo, a proposta para implementação do ensino hibrído que implica a reorganização da sala de aula e da forma como o professor a gere, devendo ser criados momentos de interação e colaboração entre os alunos, que se assumem como criadores da sua própria aprendizagem, com recurso à tecnologia.

Estas metodologias implicam também, da parte dos estudantes, novas formas de realizar e apresentar os trabalhos/ projetos pedidos pelos professores, bem como a capacidade de refletir sobre as aprendizagens realizadas, face à matriz de avaliação definida.

O e-Portefólio responde claramente a este desafio, pois permite aos alunos inovar na forma como organizam as suas aprendizagens, as apresentam e se autoavaliam. De facto, o portefólio é por excelência autoreflexivo, permite um retrato fiel do processo evolutivo de aprendizagem de cada aluno e facilita aos professores a monitorização dessas aprendizagens, bem como o feedback em tempo útil.

O Biblio Tubers, ao longo de três posts, vai apresentar um guia para a implementação de e-Portefólios, que está organizado em três partes.

 

Bibliografia

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A informação e o conhecimento na sociedade do séc. XXI

Os direitos de autor e a segurança da informação no mundo digital

Junho 06, 2020

andres-umana-YVuWpmiIWJo-unsplash.jpg

Photo by Andres Umana on Unsplash

 

O mundo mudou.

Hoje, o mundo virtual e o mundo físico sobrepõem-se e tornam-se indistintos. A informação é avassaladora e as multiliteracias são essenciais para se chegar à solidez do conhecimento.

 

os direitos de autor e a segurança da informação no mundo digital

 

Nunca como hoje foi tão importante saber procurar, selecionar, usar e comunicar a informação. Neste processo os direitos de autor, a referência bibliográfica, a citação ganham papel de destaque, até para se entender como o ensino, a aprendizagem, o saber e a ciência se desenvolvem e para que se perceba a diferença entre informação e conhecimento.

A apresentação começa com um breve enquadramento sobre a evolução dos direitos de autor ao longo do tempo, para se situar no século XXI, caracterizado pela emergência das multiliteracias, decorrentes do facto de assistirmos à passagem da biblioteca física para a Web.

Os conteúdos ganham predominância enquanto matéria prima, o autor caminha em paralelo com o produtor de conteúdos e o livro assume múltiplos formatos. Neste contexto, torna-se imprescincível selecionar e avaliar a informação, pelo que se apresentam estratégias para evitar o plágio e exemplos de ferramentas que facilitam a citação.

A apresentação termina com a explicação dos direitos de autor.

Nota: Esta apresentação, criada por Jorge Borges, serviu de suporte a uma sessão de trabalho com professores bibliotecários, pelo que a informação nela contida poderá estar incompleta. Este documento resume a opinião do autor.

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twitter

Facebook