Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes.

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes.

Aprender com os Media | Cidadania e intervenção | AE Nisa

Uma proposta de escrita/intervenção

Fevereiro 26, 2020

Esta proposta de trabalho pode ser implementada em qualquer ano curricular, no âmbito da componente de Cidadania e Desenvolvimento ou DAC (tendo por base os 17 ODS e os Domínios de Cidadania e Desenvolvimento – Direitos humanos, multiculturalidade, igualdade de género, sexualidade, saúde, voluntariado, empreendedorismo).

Para além da utilização adequada dos media, pretende-se  também que seja a motivação para criar gosto pelo cinema, pela leitura e reflexão cada vez mais autónoma e crítica.

Fatima_Dias.png

A proposta de exploração, criada pela professora bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Nisa, Fátima Dias, parte da visualização da curta “História trágica com final feliz”, de Regina Pessoa.

Segue-se uma fase de partilha de  vivências dos alunos, com o que pensam, sentem e imaginam, convocando as experiências vividas “dentro” e “fora” do filme, no domínio dos valores éticos.

Posteriormente, os alunos são levados a analisar diferentes media e a identificar curtas/documentários/notícias… a partir dos quais possam redigir diferentes tipologias de texto.

História Trágica com Final Feliz from Curtas Metragens CRL on Vimeo.

Oiça, aqui, o podcast criado pela Professora Bibliotecária Fátima Dias, do Agrupamento de Escolas de Nisa:

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Aprender nos media | Texto de opinião | AE Mação

Propostas de exploração e produção

Fevereiro 26, 2020

Nesta proposta de trabalho que parte dos Media, os alunos são levados numa viagem pela história da escrita, do livro e da biblioteca. 

António_Bento.png

Clique na imagem para a ver maior.

Uma proposta de exploração e produção elaborada pelo professor bibliotecário do Agrupamento de Escolas de Mação, António Bento, que promove a reflexão sobre a forma como a biblioteca foi vista ao longo dos tempos e o papel que assume na sociedade atual.

A partir da visualização do vídeo “Nascido para ler - Eu quero a minha Biblioteca”, os alunos são levados a refletir sobre a importância da biblioteca na escola. Dadas as características do texto, com uma descrição cronológica da evolução da escrita e dos seus suportes, este vídeo poderá também ser trabalhado na disciplina de história.

Na proposta de exploração, os alunos serão convidados a criar um texto de opinião e um podcast, sobre a importância da biblioteca na escola.

Oiça, aqui, o podcast criado pelo Professor Bibliotecário António Bento, do Agrupamento de Escolas de Mação:

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Aprender nos media | O jornalismo como serviço público

Informar e educar | O papel dos media

Fevereiro 26, 2020

Na sequência do post O polígrafo na escola, o Biblio Tubers traz hoje um excelente recurso para levar os alunos a refletir sobre o papel que os media têm para informar e educar os cidadãos.

mediatv.png

Clique na imagem para a ver maior.

É um pequeno excerto da série The Newsroom (temporada 1, episódio 3), protagonizado pelo jornalista Will McAvoy (representado pelo ator Jeff Daniels) e que é utilizado aqui para fins educativos.

O jornalista assume que falhou perante a missão de informar o público, movido pela necessidade de criar audiências. Ciente de que a democracia só é eficaz se o eleitorado estiver bem informado, assume uma nova orientação para o seu jornal televisivo, em que as insinuações, especulações e polémicas são banidas. O que interessa é a verdade simples. Os factos. 

Era isto que defendiam William Paley e David Sarnoff, o Colombo e o Magalhães do jornalismo televisivo, como o protogonista os apelida. Foram eles que fizeram um acordo com o Congresso para que se criasse uma hora diária de notícias para informar os cidadãos. E assim nascia o jornal televisivo como serviço público.

Não podemos deixar de destacar a seguinte tomada de posição do jornalista:

"não somos empregados de mesa num restaurante, a servir-vos as histórias que pediram da forma como gostam delas. Nem somos contadores que debitam apenas os factos, porque as notícias só são úteis no contexto da humanidade".

No infográfico, o Biblio Tubers deixa algumas pistas de exploração que poderão ser adaptadas e trabalhadas em qualquer área curricular ou disciplinar.

Oiça aqui uma breve apresentação desta proposta do Biblio Tubers:

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Aprender nos Media | Cidadania | Ativismo na escola | AE Ponte de Sor

Propostas de exploração e produção

Fevereiro 23, 2020

Uma das áreas a trabalhar com os alunos em Cidadania e Desenvolvimento é a sustentabilidade que se integra no 6.º Objetivo do Desenvolvimento Sustentável, “A água potável e o saneamento”.

Nesse sentido, o Biblio Tubers apresenta uma proposta criada pela Professora Bibliotecária Paula Valamatos Reis, do Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor, que parte da visualização do vídeo “Aquametragem”, que ganhou recentemente um prémio da ONU.

Os alunos serão envolvidos em várias atividades, que os levarão a identificar a utilização que se faz da água, classificando-a como adequada ou inadequada. Desta forma, promove-se a sensibilização para o correto consumo de água potável e fomenta-se a adoção de comportamentos sustentáveis.

Paula_Reis.png

A partir do visionamento do vídeo, os alunos serão, ainda, convidados a ler um livro amigo do ambiente, que foi escrito por alunos do 1º ciclo da Escola de Galveias, do Agrupamento de de Escolas de Ponte de Sor, intitulado “Dá um Abraço à Terra” e ouvirão o podcast criado pelos autores do livro.

No infográfico, são apresentadas estas propostas, bem como as sugestões para criar uma verdadeira campanha em torno da água, a partir das redes sociais.

Oiça, aqui, o podcast criado Professora Bibliotecária Paula Valamatos Reis, do Agrupamento de Escolas de. Ponte de Sor:

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Aprender nos Media | O artigo de opinião | AE Ponte de Sor

Propostas de exploração e produção

Fevereiro 22, 2020

O artigo de opinião tem como propósito apresentar o ponto de vista do(a) autor(a) acerca de um assunto relevante da sociedade. É, por isso, uma tipologia de texto que os alunos devem dominar, pois permite-lhes expressar opiniões sobre o mundo que os rodeia, assumindo uma atitude crítica.

Alzira_Martins.png

Clique na imagem para a ver maior.

Nesta proposta, elaborada pela Professora Bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor, Alzira Martins, os alunos são levados a compreender, de forma esclarecida, o mundo que os rodeia, a partir de um texto dos media.

Esta proposta parte da visualização e exploração do vídeo  “O aluno transmedia” para levar os alunos a refletir sobre a importância da utilização do digital na aprendizagem. Comparando a sua situação com a apresentada no vídeo, o aluno é levado a refletir sobre a forma como usa a tecnologia, posicionando-se de forma crítica face à escola que tem e a escola que quer ou que deveria ter.

A partir desta tomada de posição, fundamentada e assente na partilha de ideias com os pares e, eventualmente, na consulta de outros textos dos media, o aluno vai identificar as características do texto de opinião e produzir um.

Dada a envolvência dos alunos nesta atividade, sugere-se a gravação de um podcast para a divulgação do texto e, finalmente, a dinamização de um debate, no auditório da escola, que poderá ser aberto a outras turmas.

 

Oiça, ainda, o podcast da apresentação da proposta, na voz da autora, a professora bibliotecária Alzira Martins, do Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor:

Esta atividade já foi posta em prática pela prof.ª bibliotecária como se mostra no blogue Bibliotecas Cool.

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Aprender nos Media | Cidadania | AE Gavião

Propostas de exploração e produção

Fevereiro 20, 2020

Competindo à Escola a preparação adequada para o exercício da cidadania plena, importa sensibilizar os alunos para as atitudes discriminatórias que exercem sobre os seus pares.

Propomos no infográfico a exploração de um vídeo intitulado "A Jornada do DNA" e o debate sobre o tema da raça e da discriminação, complementada pela leitura do livro "As Cores da Cidade Cinzenta.

Paula_Pio.png

Clique na imagem para a ver maior.

No final, os alunos poderão produzir podcasts para divulgar na rádio escolar, vídeos que ficarão disponíveis na página da Biblioteca Escolar e um painel físico de sensibilização para outras turmas/anos, bem como textos em torno da temática “E se fossemos todos azuis?”.

Visualize o vídeo, abaixo:

Oiça aqui o podcast da apresentação da proposta, na voz da autora, a professora bibliotecária Paula Pio, do Agrupamento de Escolas de Gavião:

 

Esta atividade já foi posta em prática pela prof.ª bibliotecária do AE de Castelo de Vide como se mostra no blogue Bibliotecas Cool.

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Conversas (im)prováveis com Hélder Marques e Cristina Barros

O trabalho de projeto

Fevereiro 19, 2020

bi.png

O Biblio Tubers inicia hoje uma nova rubrica que dá a palavra a (im)prováveis convidados que, numa curta conversa, opinam sobre um tema.

Para começar, e dada a centralidade do trabalho de projeto nos documentos que orientam a ação da escola, atualmente, a palavra é de Hélder Marques e Cristina Barros. O espaço escolhido foi o de uma sala de aula da Escola Secundária Jacôme Ratton, em Tomar.

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Reconfigurar a biblioteca escolar | boas práticas

Mercadinho da leitura no Agrupamento de Escolas de Sardoal

Fevereiro 16, 2020

IMG-0813.jpg

Na sequência do artigo Reconfigurar a Biblioteca Escolar, têm surgido várias iniciativas que mostram a vontade de mudar e implementar um novo paradigma, através da criação de bibliotecas móveis.

Este ano, a equipa da Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Sardoal comprometeu-se a chegar mais perto da sua comunidade e decidiu tirar a biblioteca do seu espaço fechado e alargá-la com uma “Biblioteca fora de Portas”.

Criou-se um Mercadinho da Leitura junto da sala do aluno, no espaço polivalente da escola, disponibilizando livros, álbuns de banda desenhada e revistas, para serem lidos e consultados livremente e serem requisitados simplesmente através de um QRcode, caso queiram levar leituras até casa.

Em breve, teremos, também, umas pequenas bancas nos três pavilhões que compõem a escola para uso durante os intervalos mais pequenos.

Esperamos assim proporcionar a crianças e adultos momentos agradáveis de leitura e informação, durante a ocupação de tempos livres. 

 

O Mercadinho da Leitura na voz de Jacqueline Almeida, professora bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Sardoal.

***

A Beatriz Soares, aluna do 10.ºA, deu-nos a sua opinião e sugestão quanto ao Mercadinho da Leitura da Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas de Sardoal, que passou a estar disponível junto da sala do aluno no polivalente da escola, onde todos têm acesso a livros e revistas. E agora também poderão consultar jornais, como nos foi sugerido.

Obrigada, Beatriz. Aguardamos mais opiniões e sugestões para estarmos mais perto de quem quer ler.
A Professora Bibliotecária
Jacqueline Almeida

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Quem sabe está sempre à frente

Questões que interessam no Dia da Internet Mais Segura 2020

Fevereiro 11, 2020

Risk-Benefits.jpg

O Dia da Internet Mais Segura é sempre motivo para a realização de ações de sensibilização sobre os chamados "perigos" da Internet. Este foi também o mote para uma sessão com cerca de 40 alunos da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Alter do Chão, organizada pela biblioteca escolar.

Mas de que riscos se fala, quando o foco do Dia devia ser o de incentivar o uso da Internet de forma crítica  e esclarecida?

Estas questões foram discutidas com os alunos, tendo o orador, Jorge Borges, fomentado a reflexão a partir da plataforma Web do MILD, em torno de três eixos, completamente interligados e indissociáveis, à semelhança do que acontece no mundo:

1. Nunca estamos incógnitos na web.

2. As Redes dão-nos aquilo que nós queremos.

3. Vivemos como nunca na era do som e da imagem.

A partir destes statements, os alunos e professores presentes foram convidados a refletir sobre as duas faces de uma mesma Web e questionados sobre a face que querem conhecer: a informada ou a desinformada?

Jorge Borges deixou, ao longo da sessão, várias provocações, como por exemplo:

"Toda a gente nos quer manipular" ou,

"Pensem por vocês!"

Pode ouvir a sessão na íntegra, aqui:

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Aprender nos Media | A entrevista

Propostas de exploração e produção

Fevereiro 09, 2020

O Biblio Tubers traz um novo tipo de texto jornalístico, a Entrevista. 

Dada a diversidade de contextos, formatos e suportes em que uma Entrevista pode ser feita, optou-se por escolher um formato pouco convencional, em que o escritor - José Eduardo Agualusa - responde às questões que lhe são colocadas, sem que o espetador se aperceba destas questões ou mesmo da presença do entrevistador.

No infográfico, o Biblio Tubers sugere a exploração da entrevista através da dinamização de um debate e o envolvimento das disciplinas de Português, Filosofia e Cidadania.

media_entrevista.png

Clique na imagem para a ver maior

No final, os alunos poderão ser convidados a criar ou a fazer entrevistas, em formatos fora do comum, mas que se adeqúem à sua divulgação na Web.

A mensagem veiculada nesta Entrevista, pela riqueza do conteúdo e pela atualidade, é um recurso (im)provável para a sala de aula. Este vídeo está disponível na Sala de Streaming "Ler e Escrever" da Rede de Bibliotecas Escolares.

Para além desta entrevista, poderão encontrar outros vídeos sobre a temática (para além do Ler e Escrever a RBE disponibiliza ainda uma Sala de Streaming sobre Cidadania, estando prevista a criação de Salas sobre outros temas).

Uma nota de agrado pela possibilidade que é dada a todos os interessados de disponibilizar nos seus sítios web estas Salas, com vantagens claríssimas para as salas de aula e as bibliotecas escolares. Para além da quantidade e qualidade dos recursos disponibilizados, estas Salas serão atualizadas regularmente.

.

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Pág. 1/2

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twitter

Facebook